Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009
Segunda-feira, 19.01.2009

Esta semana uma excelentíssima amiga teve honras de destaque no Sapo. Um mimo que o Sapo dá aos seus blogger, que é muitas vezes um presente envenenado. Como o tema é sensível por saber que há muitos blogs que gostariam de ser destacados, e como eu prórpia já fui destacada umas vezes, não quero fazer juízos de valor ao método de selecçaõ nem tão pouco mostrar-me ingrata ou mal agradecida. A verdade é que os infortúnios que adveem dos "destaques" não são da responsabilidade do pessoal do Sapo, mas sim dos seus utilizadores e visitantes.

 

Pela minha experiência funciona desta maneira: Temos a nossa casa, o nosso espaço, que está decorado com os quadros que gostamos, com os livros que adorámos, com os DVDs que vemos vezes sem conta. Temos lá tambvém os nossos amigos mais próximos, e encontramo-nos para trocar umas palavras sobre oq ue gostamos, o que nos irrita, etc. Um dia sai no jornal a nossa morada, a porta de casa está aberta, e qualquer pessoa pode lá ir.  Pode-se argumentar que a morada já existe e que a porta sempre esteve aberta, e que, por isso, não há que sentir uma certa violação de privacidade quando a morada é publicada. Mas a morada está publicada nas páginas amarelas, não na primeira página do jornal diário.

 

Quem entra na nossa casa e não nos conhece pode achar-nos indiferentes, pode gostar de nós ou pode não gostar. Mas ai da pessoa que vem à minha casa, não tendo qualquer intimidade comigo, e me diz como devo pendurar os meus quadros, como devo lavar a loiça, ou que penduro mal as minhas camisas. É mais do que óbvio, porém, que a anonimidade da internet permite este displante às pessoas. Pessoas essas que acham que, como o espaço é virtual, pertence a todos e, por conseguinte, segue as regras impostas por todos.

 

Mas a verdade é que não é assim. O meu espaço segue as minhas regras. E a minha regra pode ser por exemplo estar-me perfeitamente borrifando para os erros ortográficos que dou. Ou pode ser também que continuo a não aceitar bem a lei do tabaco e que de acordo comigo o tabaco é uma coisa maravilhosa e toda a gente devia fumar e relaxar um bocado.

 

Sobre este ultimo tema descorri uma vez neste mesmo blog, num dia em que esteve em destaque. Fui ameaçada, insultada, acusada de matar a mãe de um senhor qualquer e por cima de tudo isto ainda conseguiram vir cá umas alminhas corrigir-me erros ortográficos.

 

Só consigo concluir com isto que esse tipo de pessoas, além de desocupadas, têm graves e tristes problemas de auto-afrimação. E o melhor que temos a fazer, além de os ignorar, é ignorar também os dias em que estamos em destaque, agradecer a visita simpática e agradecer a quem deixou uma palavra de apreço. Podemos também iniciar algumas discussões saudáveis com quem não concorda connosco ou simplesmente bater o pé e insistir na mesma tecla. Mas a partir de hoje, qualquer pessoa que, por email, ou por comentário, me corrija a gramática, saiba que o seu comentário é apagado por uma razão. E não volte. No blog for you.

 

Get. A Life.

 




8 comentários:
De Pedro a 19 de Janeiro de 2009 às 15:48
E temos um novo recorde de gralhas por cada 10 palavras na plataforma!


De A.N a 19 de Janeiro de 2009 às 17:06
Oh Pedro, o exemplo não deveria vir de cima?;)


De Pedro a 19 de Janeiro de 2009 às 17:16
Com quem é que pensas que eles adquirem estes hábitos? Connosco, claro :P


De Pedro a 19 de Janeiro de 2009 às 17:18
Confundi agora a Rita com a A_John :)


De Domesticada a 19 de Janeiro de 2009 às 17:22
ehehe, por acaso até somos mais ou menos parecidas.


De Domesticada a 19 de Janeiro de 2009 às 17:14
typos são a minha cena.


De Aurea Mediocritas a 20 de Janeiro de 2009 às 20:46
"You forgot to dot the i's,
therefore your argument is invalid."

Grammar Nazis, há um círculo do inferno guardado para eles.


De Johnny T. a 23 de Janeiro de 2009 às 02:42
Nos bons tempos do "Super Aventuras Marvel e dos "Herois da TV", os grammar nazis eram chamados e destinguidos com o belo premio do "caça piolho"!


Comentar post

"Personally I'm always ready to learn, although I do not always like being taught." Winston Churchill

mariajoaoso (arroba) gmail.com
 
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


todas as tags