Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Célula Estaminal

Célula Estaminal

08
Ago08

Tiros

Domesticada

Ontem cheguei à conclusão de algo que já suspeitava há muito tempo. Não é só a minha vizinha do  3º andar que é doente da cabeça. Todo o meu bairro é totalmente desligado da realidade.

 

Campolide ontem passou, pensava eu, por um momento dramático e de prova de fogo. Nada. No café à frente de minha casa, a  menos de 15 metros do BES, os bêbedos do costume sentados na esplanada do costume gritavam uns com os outros os palavrões do costume. Enquanto que eu na minha varanda a fumar cigarro a seguir a cigarro, via o meu querido gestor de conta com uma pistola enfiada no queixo, ouvia-se ao mesmo tempo ordens do megafone da polícia e anedoctas no café sobre o dono que é coxo.

 

Enquanto que eu via, de cima, uns 40 polícias de escudos e em posição quase canina para avançar aos tiros por ali fora, casais Campolidenses alegremente passeavam os seus bebés em carrinhos ou as suas crianças a saltitar à sua frente.

 

Campolide acha, como diz a minha amiga/vizinha/e tudo e tudo Chapa, que não faz parte de Lisboa. Mas é ainda mais grave, Campolide é um bairro calejado e cínico e distante. O refém que vimos na televisão é um tipo que vemos todos os dias ali no bairro, a tomar café, a chegar ao trablho... Mas a minha vizinha continuava com a novela aos berros, os tais do costume no café, as crianças a brincar na rua e tudo o mais que se passa numa noite de Verão no meu bairro.

 

Entretanto um homem morre e outro quase, os reféns fogem a correr, são disparados uns 4 tiros. Tiros! Nunca tinha ouvido tiros na vida e acreditem que não sooam como nos filmes. E nada. Campolidenses comem tremoços e pedem mais uma ou duas imperiais. Já viram de tudo, na verdade. Quem está mal ali sou eu.

 

 

2 comentários

Comentar post

"Personally I'm always ready to learn, although I do not always like being taught." Winston Churchill
mariajoaoso (arroba) gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2005
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D