Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Célula Estaminal

Célula Estaminal

21
Fev08

Daytime TV

Domesticada

A televisão americana, tal como quase tudo o resto neste país, varia de estado para estado. Uma HBO (que existem umas 5 diferentes) tem a programação diferente em cada estado, adequado aos horários e populações. E é fantástica, ou não fosse eu própria um produtozinho dessa pirosice também.

 

Mais fantástico que a programação nocturna, cheia de Curb your Enthusiasm, CSI e Dancing With the Stars (o Dança Comigo cá do sítio, até agora nenhuma diferença, certo?), é a programação diurna. O dia começa, cedíssimo, com prograams matinais ao jeito do Manuel Luis Goucha, mas de qualidade. O Regis and Kelly, por exemplo, no ar há uns 40 anos e só muda a apresentadora, tem convidados a sério logo ás sete da manhã. George Clooney, Matt Damon, etc. todos lá aparecem com muito respeitinho.

 

Depois destes hiper matinais programas, a coisa dispersa. Em Miami imperam os canais hispânicos e mesmo os canais americanos respeitam a população. Por isso, durante umas 3 horas do dia há Judge Judy's em várias versões. Judge Mayer, Judge Esteves, and so on. Os casos são tão mais escandalosos quanto mais latinos os sujeitos. Não é por mal, mas é assim que as coisas são. os brancos enganam-se uns aos outros com vendas de automóveis. Os latinos cometem adultério com as irmãs ricas dos maridos pobres e depois ainda vão bailar à noite e dar um par de estalos numa flausina que se fez ao marido.

 

Há também as novelas. As  latinas são as nossas conhecidas. As Soaps, versão americana, claro está, são um universo aparte. Nas Soaps actuais as mulheres ainda têm cabelo à Dallas, os homens ainda usam pulseiras de ouro e há sempre uma pessoa em coma numa cama de hospital e outra, má, a falar-lhe dos seus planos maléficos à cabeceira.

 

O melhor disto tudo são os programas intermináveis que se estendem tarde fora, com casos da vida e notícias e entrevistas, tudo dentro da cidade onde estamos.

 

Hoje ao acordar vi das melhores cenas em Tv, de sempre. Na rua, uma repórter toda muito despachada andava de microfone em punho a entrevistar hobos (sem-abrigo) nas ruas de Miami. Foi o que percebi desta conversa:

 

E: So what you're saying is that you'd rather live here, on the street, than move into a room that is overpriced and of bad quality?

Hobo: Yes, exactly.

E: So you actually prefer to be homeless.

Hobo: Well, you know, this is Miami. You're not living on the streets, it's actually more like wild camping, isn't it?

"Personally I'm always ready to learn, although I do not always like being taught." Winston Churchill
mariajoaoso (arroba) gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2005
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D